Nokia vai criar 300 empregos em novo Centro de Serviços Partilhados em Portugal


A Nokia assinou hoje um acordo com o Governo para a criação de um Centro de Serviços Partilhados, o qual prevê a contratação de 300 profissionais em Portugal e a colaboração da empresa no Plano de Ação para a Transição Digital, nas áreas do 5G, da cibersegurança e computação na nuvem (cloud). 2021.02.17

PUB

O novo centro permitirá a criação de 300 postos de trabalho e funcionará nas instalações da empresa na Amadora, agregando serviços de suporte ao negócio nas áreas financeira e logística, à escala mundial. 

A empresa prevê, ainda, integrar profissionais com diversos perfis e níveis de experiência, sobretudo associados a finanças, gestão de pagamentos e encomendas de cliente, e com competências em master data e análise de dados.

O Centro de Serviços Partilhados em Portugal reforçará outros centros da Nokia já existentes nas áreas de finanças, logística e compras, disse o vice-presidente da área de serviços empresariais globais da empresa, Rod Lindsay.

A boa experiência da Nokia em Portugal, a qualificação dos profissionais nas áreas em questão, facto de o país estar localizado numa zona estratégica e com um fuso horário favorável, foram alguns dos elementos determinantes na escolha de Portugal. 
 
Portugal é um importante centro de investigação e desenvolvimento para a Nokia, através das suas unidades de inovação localizadas na Amadora e Aveiro, e acolhe ainda um dos centros internacionais de engenharia que gere remotamente redes de banda larga para alguns dos principais operadores mundiais. A Nokia é uma das empresas mais importantes em equipamentos de rede, software e serviços.


+ ARTIGOS DE INTERESSE

Google Portugal e Governo assinam programa de cooperação. 2020.09.29

Acompanhe Feed de Empregos no Facebook