PUB

Estado emprega mais 10855 trabalhadores em 12 meses

 


A Síntese Estatística do Emprego Público (SIEP) é uma publicação trimestral, através da qual a Direção-Geral da Administração e do Emprego Público (DGAEP) divulga informação estatística de síntese sobre emprego público no âmbito das estatísticas do mercado de trabalho.

Em 16 de agosto, foi divulgada a síntese com os dados referentes ao 2º trimestre de 2022, da qual extraímos alguns dados que abaixo descrevemos.

Síntese estatística do emprego público 2.º trimestre 2022

A 30 de junho de 2022, o emprego no sector das administrações públicas situou-se em 741 698 postos de trabalho, assinalando um aumento de 13 997 postos de trabalho, correspondente a +1,9%, face a 31 de dezembro de 2011.

No 2º trimestre de 2022, o emprego aumentou 1,5% em termos homólogos e 0,1% face ao trimestre anterior.

Considerando os fluxos acumulados do 1.º e 2.º trimestre de 2022, registou-se, até 30 de junho, um balanço positivo de 7 802 postos de trabalho.

Em termos homólogos, a variação de +1,5% no emprego público resultou essencialmente do aumento na administração central (+1,1%, correspondente a mais 6 263 postos de trabalho) e na administração local (+2,3%, correspondente a mais 2 954 postos de trabalho). Na administração central, o aumento de emprego verificou-se essencialmente nos Estabelecimentos de Educação e Ensino Básico e Secundário (+2 660), nas Entidades Públicas Empresariais (EPE) do SNS (+2 074) e nas Unidades Orgânicas de Ensino e Investigação (+1 601).

Entre as carreiras que mais contribuíram para o aumento homólogo do emprego na administração central salientam-se as carreiras de Educadores de Infância e Docentes do Ensino Básico e Secundário (+1 571), de técnico superior (+1 295), de enfermeiro (+990), de assistente operacional (+781) e das forças de segurança (+772).


Considerando a distribuição por atividade económica, a 30 de junho de 2022 a estrutura do emprego nas administrações públicas estava repartida entre as áreas da Administração Pública e Defesa; Seg. Social Obrigatória (39,6%), Educação (33,8%), Atividades de saúde humana e apoio social (22,7%) e Outras atividades (3,8%). O maior contributo para a variação homóloga foi dado pelo aumento de emprego público na Educação. 



A 30 de junho de 2022, o emprego no sector das administrações públicas manteve a estrutura por subsector: 75,5% dos trabalhadores encontravam-se em entidades da administração central, 17,4% na administração local, 5,6% na administração regional e 1,5% nos fundos de segurança social (Gráfico 1.7).


O emprego no sector das administrações públicas representava 7,2% da população total (rácio de administração), 14,3% da população ativa e 15,1% da população empregada.

No final do 2.º trimestre de 2022, 61,6% de trabalhadores das administrações públicas eram mulheres.



Junte-se a nós 


Pub

OFERTAS DE EMPREGO

Pub

EMPREGO EM LOJAS, RETALHO E RESTAURAÇÃO

Pub

ESTÁGIOS

Pub

NOTÍCIAS

Pub