3 mil assistentes operacionais vão ser contratados pelas escolas e autarquias

O Ministério da Educação enunciou em comunicado de 20 de janeiro, que "os três mil assistentes operacionais (AO) que resultam da recente revisão da portaria de rácios e do Orçamento do Estado para 2021, em vigor desde 01 de janeiro de 2021, vão começar a ser contratados pelas escolas e autarquias."



Depois de, em 2017, ter sido aprovada uma nova portaria de rácios, o Governo voltou a rever os critérios de atribuição de assistentes operacionais, indo ao encontro das necessidades sinalizadas pelos diferentes agentes educativos.

O Governo mais justifica "Num momento em que o país atravessa uma situação epidemiológica que obriga a esforços acrescidos de toda a população, e das escolas em particular, este reforço de trabalhadores é ainda mais significativo, dado o papel preponderante do pessoal de apoio educativo no espaço escolar".

PUB

Os concursos para a contratação destes três mil Assistentes Operacionais (AO), que agora vão ser lançados, visam vínculos permanentes à Administração Pública, os quais vão juntar-se aos 1500 funcionários contratados no início deste ano letivo, através de procedimentos de contratação a termo, e aos cerca de 500 AO e 200 assistentes técnicos, cujos procedimentos foram lançados em julho passado, também com vinculação à Administração Pública.


+ ARTIGOS DE INTERESSE

Escolas: consultar concursos abertos para assistentes operacionais

Câmaras Municipais estão a recrutar assistentes para apoio às escolas


Acompanhe Feed de Empregos no Facebook